Acrimat percorrerá mais de 30 municípios mato-grossenses com palestra sobre agregação de valor à pecuária

A agregação de valor em todas as etapas da pecuária de corte é o foco da 8ª edição do Acrimat em Ação, maior projeto itinerante da atividade no Estado. Realizado pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o evento vai percorrer 33 municípios de todas as regiões produtoras com a palestra “Do pasto ao prato: agregação de valor à pecuária de corte” para mais de 4 mil pecuaristas.

Este ano, segundo a assessoria, a Acrimat buscou um tema que atendesse o principal objetivo de todos os produtores, aumentar a renda na produção por meio da agregação de valor ao produto, independentemente do sistema produtivo adotado. Ou seja, como a cria, a recria e a engorda de animais podem ser mais lucrativas para o produtor e o produto final mais satisfatório para os clientes?

O presidente Marco Tulio Duarte Soares explica que o sucesso se consolida quando o pecuarista fideliza o cliente final e o caminho para alcançar este resultado está no investimento em tecnologia. “Existe disponível um pacote tecnológico capaz de aumentar a eficiência da pecuária todas as etapas produtivas. Mas, a aplicação correta das ferramentas depende de planejamento e o retorno do investimento está diretamente relacionado à qualidade do produto que oferecemos”, afirma.

Não é de hoje que o pecuarista está mais comprometido com a sustentabilidade, econômica e ambiental, de seu negócio. Dados apontam que o rebanho mato-grossense aumentou 12% de 2007 para 2017 (de 25,7 milhões para 29,7 milhões), sendo que a área de pastagem reduziu 4,2%. Essa redução, na prática, significa aumento de produtividade. Existem outros números que mostram o ganho em eficiência, como a redução da idade média de abate dos animais.

Em 2017, 4% dos abates eram de animais com menos de 24 meses. Em 2017 este índice passou para 15% do total abatido. Quanto mais cedo a terminação, menor o custo de produção e melhor a qualidade da carne. E muito ainda pode ser feito e para auxiliar o produtor na busca por melhores resultados.

A Acrimat convidou este ano o engenheiro agrônomo da Scot Consultoria, Marco Tulio Habib Silva. Ele tem o desafio de apresentar ferramentas capazes de agregar valor à produção, seja de genética, bezerro, garrote, novilha ou boi gordo e acredita que o Acrimat em Ação é o projeto ideal para isso. “Esta é uma iniciativa de fomento e de difusão de conhecimento. Mato Grosso é referência em pecuária, não somente por ter o maior rebanho do Brasil e ter melhorado os índices de produtividade nos últimos anos, mas também pelo trabalho desenvolvido pelas entidades de classe ativas”, analisa o palestrante.

Deixe uma resposta