Clima beneficia desenvolvimento do arroz no Rio Grande do Sul

O clima seco observado nas principais regiões produtoras do Rio Grande do Sul tem propiciado um excelente desenvolvimento à cultura do arroz, com as lavouras apresentando bom desenvolvimento foliar e potencial produtivo dentro do esperado pelos produtores. A temperatura, principalmente à noite, também tem se mantido dentro das normais climatológicas e sem a ocorrência de frios extemporâneos, fazendo com que as lavouras atravessem o período de floração sem problemas.

As primeiras colheitas, embora poucas e não significativas frente ao montante a ser realizado, confirmam a boa expectativa para esta safra, com rendimentos próximos aos 6 mil kg/ha, a exemplo do ocorrido nas duas últimas safras, quando o clima teve comportamento semelhante (seco e com boa insolação). Com a iminente entrada de arroz novo, o mercado local se mostra tranqüilo e sinalizando preços com tendência de baixa, pelo menos nesse início de safra. Os produtores esperam que, com a diminuição da área cultivada no Brasil Central e uma conseqüente diminuição da oferta em âmbito nacional, os preços reajam positivamente daqui a alguns meses. No estado, a saca de 50 kg oscilou entre R$ 16,00 e R$ 21,00 dependendo da praça e do rendimento de engenho, ficando o preço médio em R$ 18,99 e representando uma variação negativa de 2,01% em relação à semana passada.

Fonte: Emater

Deixe uma resposta