Comissão de logística da Aprosoja Mato Grosso apresenta balanço de trechos da 163 no Pará ainda em obras

1685

A comissão de Logística da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) realizou a última reunião do ano e tratou de temas como a situação das obras das rodovias federais, a Ferrogrão e o Fundo Estadual para Transporte e Habitação (Fethab). A BR-163, no estado do Pará, ainda tem 90 quilômetros para ser asfaltada até Miritituba e 80 quilômetros até Santarém. Segundo Edeon Vaz Ferreira, diretor executivo do Movimento Pró-Logística, o trecho onde foram registrados pontos de atolamento no ano passado, até Miritituba, já está revestido com pedras e não haverá problemas para o escoamento da safra. “O trecho maior, na região de Moraes de Almeida, está sob responsabilidade do Exército Brasileiro, que vai fazer todo o controle de pare e siga e de desencalhe de caminhões, caso haja necessidade”, explica.

Outro trecho de Miritituba a Santarém está em construção e Vaz afirma que há terraplanagem completa até Rurópolis e pavimentação de 44 quilômetros. Na região da Vila do 30, ainda faltam 30 quilômetros para fazer a terraplanagem, com previsão para o próximo ano.

Já na BR-242, na região Norte mato-grossense, três de oito pontes estão em construção, com previsão de término no próximo ano. “O trecho entre Santiago do Norte e Querência tem três lotes. Os lotes A e B já tem contratados os estudos de componentes indígenas, o lote C ainda aguarda a licença ambiental, que deverá ser liberada pela secretaria Estadual de Meio Ambiente, com autorização do Ibama”, afirma o diretor executivo.

Em relação à BR-158, em Mato Grosso, na região Araguaia, Vaz explica que há um lote licitado e que está em fase de recurso. “São dois trechos, um já licitado e outro que deve ser até o final de janeiro. A Funai já deu a anuência para a obra, agora o Ibama está analisando para liberação de licenciamento e, por fim, ser dada a ordem de serviço”, declarou, através da assessoria. Já as obras na BR-080 aguardam licença prévia para andamento.

Os membros da comissão também analisaram sobre o Projeto de Lei que o governo estadual encaminhou à Assembleia Legislativa criando a Conta Única para o chamado Fethab 2. “Os recursos serão direcionados exclusivamente para obras de infraestrutura. Agora, vamos trabalhar no Fethab 1, cujo objetivo é que também seja depositado em conta única”, explica.

 

Deixe uma resposta