Dnit investirá R$ 500 milhões para melhorar logística de MT

Investimentos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) nas rodovias federais BRs 070 e 174 na região que vai de Cuiabá à divisa com Rondônia, irão impulsionar o transporte intermodal de grãos e garantir a segurança dos motoristas. Segundo a Superintendência Regional do Dnit no Estado, para a adequação completa dessas rodovias, está previsto o investimento de R$ 500 milhões para a segurança viária e o aumento do tráfego que será gerado pela implantação de portos pela iniciativa privada e da Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

“O transporte de grãos requer rodovias preparadas para receber um grande volume de cargas. Nesse sentido, o Dnit investe na região que vai de Cuiabá até a divisa com Rondônia. Também realizamos estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a pavimentação do acesso de Cáceres até Santo Antônio das Lendas (68 km), região que deve receber futuramente estações de Transbordo de Cargas pela iniciativa privada”, diz o superintendente Regional do DNIT em Mato Grosso, engenheiro civil Orlando Fanaia Machado.

Ele lembra que a operação da Hidrovia Paraguai-Paraná representará economia de 20% no custo do transporte de cargas, considerando o potencial inicial de 3,5 milhões de toneladas de grãos a serem exportados. Foram investidos, em 2017, R$ 256 milhões na BR174 de Cáceres à divisa de Rondônia.

Esses valores contemplaram, por exemplo, a travessia de Comodoro, o trevo da Unemat próximo a Pontes e Lacerda, a manutenção de toda a extensão rodoviária e o desenvolvimento do programa BR Legal, que trabalha com a sinalização viária. Ao todo, 9 municípios fazem parte deste trecho e são beneficiados. São eles: Pontes de Lacerda, Mirassol do Oeste, Cáceres, Porto Esperidião, Glória do Oeste, Conquista do Oeste, Comodoro, Nova Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade.

Deixe uma resposta