Mapa pede a banco apoio em transações comerciais com o Irã

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pediu ao Banco do Brasil ajuda para facilitar as transações bancárias com o Irã, visando aumentar as vendas de carne, soja e milho para o país, que atualmente somam cerca de U$ 2 bilhões. O Irã enfrenta embargo financeiro e, por isso, tem dificuldade de fechar alguns processos comerciais.

Na terça-feira, o secretário executivo do Mapa, Eumar Novacki, reuniu-se com o vice-presidente de Negócios de Atacado do Banco do Brasil, Maurício Maurano, para ver o que pode ser feito para facilitar as transações comerciais entre os dois países.

No início de setembro, o secretário executivo esteve em missão oficial no Irã para definir parceria de longo prazo com o país. Novacki mostrou as autoridades iranianas oportunidades para diversificar e intensificar as relações no agronegócio, aprofundamento das relações comerciais e solução de pendências.

A maior dificuldade é causada pelo embargo financeiro, já que determinados bancos se negam a realizar transações comerciais envolvendo empresas iranianas, o que dificulta a ampliação do mercado bilateral.

Durante a visita do secretário executivo, foi solicitado apoio nesse quesito. E com a participação do embaixador do Brasil no Irã, Rodrigo de Azeredo Santos, algumas medidas já foram tomadas e obstáculos financeiros e bancários estão sendo resolvidos.

De acordo com Novacki, o arranjo financeiro bilateral será importante para investimentos e financiamento de projetos agrícolas, além do aumento do volume de comércio.

Deixe uma resposta