Pecuaristas fazem manifestação pela CPI do cartel da carne

A bancada ruralista promove manifestação na próxima segunda-feira (20) de fevereiro, às 14h, na praça central de Presidente Prudente (SP). Durante o evento, pecuaristas vão doar dez toneladas de carne devidamente inspecionados para a comunidade. A manifestação tem apoio dos sindicatos rurais, produtores, população.

A Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e a Associação de Proprietários Rurais de Mato Grosso (APR-MT), apoiarão o protesto. De acordo com o diretor da Famasul, Ademar Silva Júnior, caravanas de diversos municípios estão sendo formadas e centenas de produtores do Estado devem aderir ao movimento.

O presidente da APR-MT, Ricardo Borges de Castro Cunha, disse que as reuniões realizadas previamente em Paranavaí (PR) e Londrina (PR) foram muito produtivas. “Estamos otimistas com o evento de segunda-feira”, ressalta. “A intenção é reivindicar a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito junto à Câmara Federal (CPI), já que, no ano passado, houve a denúncia de formação de cartel entre os frigoríficos”, completa.

O requerimento para a criação da CPI já conta com o número de assinaturas necessárias. A idéia de investigar a formação de cartel para regular o preço da arroba do boi nos Estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo e Goiás foi alavancada depois da divulgação de uma gravação em que José Batista Junior, dono do frigorífico Friboi, relatou como sua empresa e outras três (Independência, Mataboi e Bertin) agem para controlar o preço da arroba do boi em pelo menos cinco Estados no País, incluindo Mato Grosso.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta