Premiação do BNDES incentiva ações de defesa da agricultura tradicional

O Prêmio BNDES Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais (Prêmio BNDES SAT) será lançado nesta quarta-feira para incentivar ações de garantia das práticas de agricultura tradicional. Serão agraciadas 15 ações, que dividirão o prêmio de R$ 925 mil.

O lançamento acontece durante o sexto Congresso Latino-Americano de Agroecologia, em Brasília, e é uma realização do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Além do prêmio em dinheiro, os vencedores recebem capacitação da Embrapa e orientação para, caso desejem, candidatarem-se a receber o título de Sistema Agrícola Tradicional Globalmente Importante (Globally Important Agricultural Heritage Systems, GIAHS).

Um SAT pode ser definido como um conjunto de elementos que inclui saberes, formas de organização social, práticas, produtos, técnicas/artefatos e outras manifestações associadas. Eles formam sistemas culturais que envolvem espaços, práticas alimentares e agroecossistemas manejados por povos e comunidades tradicionais e por agricultores familiares. Os SATs integram o patrimônio cultural imaterial das comunidades que os praticam.

A parceria entre BNDES, Iphan, Embrapa e FAO pretende dar visibilidade, fortalecer e apoiar as condições de sustentabilidade dos SAT existentes no Brasil, tendo como pressuposto o desenvolvimento de processos participativos na construção e no fortalecimento da autonomia das comunidades envolvidas.

Deixe uma resposta