Projeto conjunto contra aftosa não saiu do papel

Ainda não saiu do papel o Programa de Ação Mercosul Livre de Febre Aftosa (Pama), apontado por especialistas como único mecanismo eficaz para controlar a “ameaça constante” da aftosa na região. Anunciado na reunião do bloco em dezembro passado em Montevidéu, o projeto ainda não passou por todos os trâmites burocráticos nem tem o orçamento de US$ 18 milhões aprovado pelos países (participam todos os sócios plenos do Mercosul e ainda os associados Bolívia e Chile) -que tentarão conseguir a verba com organismos multilaterais.

A meta é erradicar a doença no continente até 2009. “Por mais controle e fiscalização que se tenha internamente, são quase 700 km de fronteira seca entre Paraguai, Brasil e Argentina. Há propriedades que começam num país e terminam no outro”, explica Jorge Caetano Júnior, diretor do Departamento de Defesa Animal do Ministério da Agricultura.

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta