Soja recua na Bolsa de Chicago e espera por definições e novas notícias

Os preços da soja voltaram a recuar no pregão desta quarta-feira na Bolsa de Chicago. As cotações cediam, por volta de 8h25 (horário de Brasília), entre 4,50 e 5,25 pontos nos principais vencimentos, com o julho/18 sendo cotado a US$ 10,13 por bushel.

Segue a cautela entre os traders, que esperam por algumas definições comerciais – principalmente com a China – e diante das incertezas que ainda rondam a nova safra norte-americana, já que se trata ainda do início do desenvolvimento da nova temporada.

“O mercado tem sido direcionado por dois importantes fatores: negociação comercial entre EUA e China; e o progresso de plantio e germinação no Cinturão Agrícola americano”, diz a AgResource Mercosul (ARC) em seu reporte diário.

Se de um lado as expectativas são otimistas sobre o encontro em líderes chineses e americanos – o que traz algum suporte aos preços dadas as melhores projeções para a demanda pela soja dos EUA – o bom avanço da semeadura no Corn Belt limita o avanço dos futuros da commodity. Até o último domingo (13), o plantio da oleaginosa já estava concluído em 35%.

Deixe uma resposta